Skip to main content

Ciclistas cruzam a Índia em apoio à erradicação da pólio 

Dois jovens atletas de Bangalore, Índia, estão cruzando o país para aumentar a conscientização sobre a erradicação da pólio e chamar a atenção para o trabalho que o Rotary vem fazendo. MJ Pavan e Bhagyashree Sawant, ambos do Rotaract Club de Bangalore Orchards, vão pedalar 20.000 quilômetros.

MJ Pavan e Bhagyashree Sawant, do Rotaract Club de Bangalore Orchards, pedalarão 20.000 quilômetros na Índia.

Associados do Rotaract Club de Bangalore Orchards, eles planejam começar sua jornada de seis meses no começo de outubro na cidade de Leh, e cruzar e linha de chegada em sua cidade-natal, Bangalore, em março. Ao longo do caminho, eles planejam visitar 400 escolas para conversar com estudantes sobre a importância da imunização contra a pólio e outras doenças. Também desejam promover hábitos de higiene.

Com a ajuda dos Rotary clubs em todo o seu distrito, eles estão divulgando a iniciativa como uma tentativa de bater o recorde como a mais longa distância percorrida de bicicleta em um único país. Isso pode atrair ainda mais a exposição na mídia nos dias que antecedem o Dia Mundial de Combate à Pólio, em 24 de outubro, e posteriormente.

A Jeep Índia, subsidiária da Fiat Chrysler, está patrocinando o envio de um Jeep Compass para acompanhar os ciclistas e postar atualizações frequentes nas mídias sociais. 

“Com certeza queremos fortalecer a imagem pública do Rotary", disse Sawant. "Só pouco mais de um terço da população indiana tem ideia do que seja o Rotary.”

Pavan sabe que a Índia está livre da pólio, mas o que o motiva a combatê-la é saber que ela pode voltar a qualquer momento. 

  • 20.00 km
  • 400.00 escolas
  • 200.00 dias

"Hoje estou aqui apoiado em minhas duas pernas, sem a doença, por causa do esforço dos rotarianos para a erradicar a pólio", disse ele. "Temos de dar algo em troca. Fiquei muito feliz quando a Índia ficou livre da pólio, mas ficarei ainda mais quando a doença for erradicada mundialmente.”

Nenhum deles é novato na aventura. Sawant, que é mestre em Psicologia pela Surana College, pratica montanhismo, é ciclista e jogadora de rúgbi da seleção de seu país, além de lutadora internacional de karatê. Por duas vezes, ela já escalou 8.000 metros (do total de 8.848) do Monte Everest e liderou uma expedição de 16 montanhistas de cinco países até ao acampamento base do Everest, em 2010. 

Pavan, engenheiro mecânico, é jogador da seleção de badminton e pedala regularmente 60 quilômetros por dia. Ele pedalou de Délhi a Leh, uma distância de 1.400 quilômetros, em 14 dias, até chegar à estrada de rodagem mais alta do país.

Durante a jornada de seis meses, eles farão em média 110 quilômetros por dia em todo tipo de terreno, fazendo três paradas por dia em escolas, Rotary Clubs e Rotaract Clubs. A programação deles requererá algumas viagens diárias de até 270 quilômetros.

Além da erradicação da pólio, os ciclistas também vão promover a alfabetização. Eles planejam fazer uma avaliação em cada escola que visitarem, analisando o estado atual em termos de limpeza, higiene, infraestrutura e qualidade da educação.

“Junto com a erradicação da pólio, a alfabetização é muito importante em meu país", disse Sawant. 

Associados dos Rotaract Clubs, encontrados durante o percurso, serão convidados a se unir aos ciclistas para passeios de cinco quilômetros. Isso visa comemorar o 50º aniversário do Rotaract neste ano rotário.

“Estamos chamando-os para se unir ao comboio. Assim eles podem participar de nossa jornada", disse Sawant. "Não queremos que essa expedição fique somente entre nós.”

Junte-se a nós no Dia Mundial de Combate à Pólio

Saiba mais